sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Confissões de um coração saudoso...

Hoje é o seu aniversário. Entrastes oficialmente no clube das balzaquianas. Eu estou a caminho. Já, já chego lá.
É inevitável não pensar, não sentir... A saudade se impõe. E me pego recordando o 1° dia que te conheci lá na igreja. Na nossa. Eu sentadinha no banco das crianças, aguardando mamãe iniciar a aula da EBD, quando vi você chegar com seus irmãos. Crianças. Curiosos. Você de saia de pregas com um pompom na cabeça prendendo o penteado infantil.
A distância dos anos faz com que a minha mente esteja povoada por lacunas. Não me lembro ao certo quando a amizade se estabeleceu entre nós. Só sei que foi rápida porque recordo que a identificação foi imediata. Talvez me faltasse companhia na minha idade, minhas irmãs eram mais novas do que eu, e, tu sabes, né? Sempre tive esse jeito nariz em pé, menina metida a moça, madura demais para a idade. Precisava de companhia a altura. É, acho que foi isso. Mas, outras vezes, penso que foi um daqueles encontros especiais que a gente tem na vida que são proporcionados única e exclusivamente por Ele.
Tenho guardada em minha caixinha de recordações todos os cartões que me destes - de aniversário, natal... - engraçado como as pessoas perderam o hábito de trocarem cartas. Acho tão mais pessoal, sabe? Mais próximo. Eu guardei tudo. E quando a saudade aperta, como agora, eu corro lá e leio tudo de novo.
São tantas as recordações. As brincadeiras - da Turma da Pesada, você era a Larke, minha irmã a Bianca e eu era a Blazer (mas, na verdade eu sempre quis ser a Larke); os pedidos quase desesperados pra sua mãe de "por favor, deixa ela dormir lá em casa"; dos almoços na sua casa; das vezes que ficávamos penduradas na goiabeira espiando nossos primos namorarem. E as brigas com os meninos? Da gente cantando as canções românticas da Mara Maravilha (lembra?). Ahhh, são tantas lembranças.
E as descobertas? As primeiras paqueras, as confidências infantis. Até compartilhamos o mesmo namorado - O Sacana. E o prazer que tínhamos em caminhar para a nossa Igreja? Dos papéis nas peças de Natal, Dia das Mães ("andei por todos os jardins..."), etc. Da sede que tínhamos em conhecer a Palavra. Lembras que íamos todos os dias? Inclusive quando não tinha nada pra fazer por lá? Só jogar conversa fora. Tão bom.
E a vida era mais leve, mais divertida, mais bucólica. Até que a notícia chegou. A mudança. Em breve. Teus pais foram prepará-la e você ficou na minha casa. Um mês. A sensação que tenho, é que esse mês foi o mais intenso de todos que vivi. Os nossos amigos aqui em casa, que ficava sempre cheia. Meu primeiro namorado, você vivendo uma grande paixão. E o desespero de todos em aproveitar cada minuto que tínhamos com você e com seus irmãos.
Tive tanta raiva dos seus pais. Hoje eu sei que foi bobagem, mas, naquele momento eu precisava direcioná-la para alguém. Eles estavam levando embora minha melhor amiga. Eu tive tanto medo de ser esquecida. Da nossa amizade se perder no tempo, de não ter tido importância. Por isso que, sem nenhuma modéstia, considero o presente que minhas irmãs e eu te demos, fabuloso: "um copo inox com nosso nome gravado para toda vez que beberes água, não se esqueças da gente".
A sua partida foi o meu primeiro luto. Tantos outros viriam a seguir... Foi doído. Ainda é. Aconteceu tanta coisa comigo na adolescência e você não estava aqui para eu te contar. A questão é, que por mais que eu tentasse investir em outras amizades, que eu compartilhasse segredos com velhos e novos amigos, nunca era a mesma coisa. Eu nunca confiei o suficiente, simplesmente porque não era você. Mas, eu não sou egoísta. E nem quero, pois nem posso, mensurar sofrimento. Pois sei, que o que passei nem se compara com as dificuldades, tristeza e solidão que passastes numa cidade tão grande e distante. Se eu fiquei privada da minha melhor amiga, você ficou privada de todos os seus amigos. E só de pensar no que tu passou meu coração parte no meio.
Tu sabes o quanto essa separação ressoou profundo em nós, em todos nós. Tu sabes as outras perdas que tive naquele período e o sofrimento molda caráter, tanto para o bem, quanto para o mal. E nós mudamos, amadurecemos, crescemos. E aqui chegamos.
É seu aniversário e eu queria muito está aí. Mesmo que fosse pra gente passar o dia inteiro assistindo televisão, navegar na internet, ou então compartilhar silêncios cúmplices. Eu queria muito ter sido mais presente, recentemente, no momento em que tanto precisou. Me culpo por isso.
Hoje relendo as suas cartas, me peguei refletindo num trecho o qual você diz: "Acho que felicidade é isso: momentos bons que a gente vive e que só duram o tempo suficiente para se tornarem inesquecíveis. E a gente só tem noção que era felicidade quando o momento acaba, então se inicia uma nova busca por esses momentos". Sabes de uma coisa? A despeito de tudo que passei, das lágrimas, que apesar de não mais constantes, ainda teimam rolar pelo meu rosto, da dor excruciante da saudade, do tempo da separação ser maior daquele que estivemos juntas, eu choraria tudo de novo, eu sofreria tudo de novo, eu faria tudo de novo. Por que nada se compara a felicidade de se ter um amigo, mesmo que distante. E eu sou tão feliz, tão feliz. E tenho um coração grato a Ele por ter proporcionado esse encontro.
Não sei o que está reservado para nós. Mas, é com um sorriso nostálgico que recordo de um versinho, que um amigo em comum gostava de nos dizer: "Amigos vem e vão, mas, sempre deixam marcas no coração". Só eu sei o quanto isso é verdade.


25 comentários:

  1. Aii, fiquei emocionada com o q vc escreveu...mto verdadeiro e bonito da sua parte!!! Sobre as cartas...eu escrevo para os meus amigos, acho muito legal!!

    Beijocas

    www.vimvendoeaprendendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Miriam, vc é uma pessoa muito especial, achei lindo tudu que escrevestes aqui e o sentimento que vc tem, coisa linda ver esse tipo de coisa nos nossos dias atuais.
    Parabéns pela amizade, coisas assim são raras de ser mantidas com a força que manteve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nem vou dizer que estou chorando...rs. Muito bom ter amigos assim, sei que temos idades próximas porque foi citada aí a turma da pesada, eu também queria ser a Larke!!!rs. Deve ter sido uma separação difícil, também passei por rupturas assim na adolescência e elas são cruéis, mas como foi dito, moldam o caráter. Mas é bom saber que temos pessoas que nos amam mesmo de longe e que o tempo não acabou com esse amor. Lindo da sua parte compartilhar isso aqui. Bjs enormes!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo Mirian,acabei entrando num momento nostálgico com vc e me lembrando da minha infância na igreja.
    Bjks ...

    ResponderExcluir
  5. Como é bom ter amigos... texto lindo;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. . meu Deus Mira! que declaração mais linda! fiquei boquiaberta e ainda mais fã! imaginei vc sentadinha no banco da igreja, risos.
    . domingo vc estará no meu blog, uma homenagem a 2010.
    . bj. fique com DEUS.

    ResponderExcluir
  7. Nem sei o q dizer... Minha cabeça fervilha com tantas lembranças: o almoço de domingo na casa da sua avó, a coleção de papeis de carta q vc me ajudou a fazer, sua boneca - a menininha - q eu adorava, mas quase não pedia pra brincar com ela pra não estragá-la. Nunca te contei, mas fiquei muito triste qd soube q anos depois vc tinha dado ela rsrs.
    Não tenho nem palavras pra agradecer essa linda homenagem. Fico extremamente lisonjeada. Muito obrigada minha querida amiga e irmã!!

    ResponderExcluir
  8. Muito bonito Mirian, ainda mais por quem compartilhou um pouco dessa grande amizade que vcs tem....

    ResponderExcluir
  9. Muito lindo texto...faço aniversário esse mês e sempre bate uma nostalgia...
    Bjs, Tati
    http://loveshoesblog.wordpress.com/
    @loveshoesblog

    ResponderExcluir
  10. Olá Mírian

    Parabéns querida... muitas felicidades...
    Seu texto além de lindo é emocionante.

    BjOOOOOOOOOOsssssssss.......

    ResponderExcluir
  11. Huuuum... adorei o post.
    Você escreve muito bem!

    Beeijo!

    http://gabisoaress.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Vim conhecer o seu blog e adorei tudo.
    As fotos estão lindas, o conteúdo é bem interessante.
    Estou seguindo, tá?
    Depois passa lá no meu também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi lindona obrigada pela visita no blog ^^ espero que volte sempre viu bjao e bom final de semana!

    Aninha
    http://ananerym.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi flor, estou aqui para avisar sobre algumas mudanças no meu blog, tive que fazê-las devido a imensa falta de respeito cmg, pois acho PLÁGIO uma falta de respeito! copiaram em tudo o meu blog inclusive o nome, mudaram poucas coisas, fiquei imensamete chateada e mudei as seguintes coisas :
    o nome do blog era : Meninas Prumff e agora é Márjorie Makes.
    O endereço do blog agora é : http://marjoriemakes.blogspot.com
    O blog continuará abordando os mesmos assuntos, isso não mudou.
    Agradeço demais a compreensão!

    Quero que tenhamos o mesmo contato de sempre e estarei sempre por aqui fazendo as visitinhas!
    Super beijooo

    ResponderExcluir
  15. Que texto lindo!amizades assim são prá sempre, tenha certeza disso!
    beijo

    http://melnomundodamoda.wordpress.com

    ResponderExcluir
  16. Nossa Mira, que texto mais lindo. Fiquei até emocionada, sentimento lindo.
    Amei!!

    Beijinhos
    http://www.bycarolinafabris.com

    ResponderExcluir
  17. Que lindo Mi,me emocionei,antes eu escrevia cartas pros meu amigos mas agora parei...a desculpa do computador é o q mata esse tempo né.
    bjbj

    ResponderExcluir
  18. Aiiii amiga que texto lindo =(

    Muito Obrigada pelo seu carinho no meu blog, fico super feliz quando vejo que pessoas do bem como vc gosta do que escrevo!
    Super beijos da Cáca!
    @ericalimma
    sereiabonita61.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Achei tão emocionante a carta, Mirian com certeza vc deve ser uma pessoa muito especial, e realmente o bons amigos de verdade estarão para sempre na memória, e os momentos nunca serão esquecidos! beijos

    ResponderExcluir
  20. Que texto lindo!

    O seu blog é muito fofo e estou te seguindo!

    http://myperfectharmony.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. NOssa, que lindo!
    Simplesmente emocionante!!

    Adorei!!
    Obrigada pela visitinha e comentário.
    Muito obrigada de coração.
    Te aguardo mais vezes.
    http://feedbackpositivoagora.blogspot.com/


    bjooo

    ResponderExcluir
  22. Nooooossa fiquei emocionada, adorei a história!
    Agora fiquei curiosa, quem é? Nenhuma fotinha da época? Oh curiosidade... kkkkkk

    ResponderExcluir
  23. Oie Mirian,

    Seu post me lembrou que tenho amigos que eu não falo muito. Acho que o tempo nos afastou =/

    Mas amizade é tudo de bom, faz bem cultivar.

    Beijos querida,

    ogatoquepesca.com

    ResponderExcluir
  24. . Amiga, vc está no look das amigas blogueiras de hj lá no meu blog, em uma retrospectica das participantes em 2010.
    . Bj. Fique com Deus.

    ResponderExcluir

Não se reprima. Deixe aqui o seu comentário.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.